IV Seminario RESCLIMA / 2º encontro REAJA

www.resclima.info/seminario

APRESENTAÇÃO

As alterações climáticas (AC) são o grande desafio do século XXI. Para enfrentar os piores cenários que prognostica a ciência é preciso adotar mudanças profundas nas nossas sociedades. Urge tomar consciência da vulnerabilidade humana diante desta ameaça, assim como aceitar a maior responsabilidade das sociedades que mais têm contribuído para as emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE), que contrasta com a menor capacidade das sociedades infra-desenvolvidas para responder aos efeitos de um clima fora de controlo.

A resposta efetiva à alteração antrópica do clima é, para além disso, urgente. Os alarmes da comunidade científica advertem que temos pouco tempo para reagir. Em poucos anos terá de haver uma grande transformação social, económica e energética para evitar o colapso da civilização tal como a conhecemos.

Nesta encruzilhada surpreende a lentidão com que avançam as políticas climáticas. As AC ocupam um lugar marginal na área pública e está muito longe de ser um tema prioritário para os decisores ou para a população em geral. As AC são valorizadas como uma ameaça difusa, distendida no tempo e afastada no espaço. O objetivo fundamental dos programas educativos e de comunicação na próxima década deverá ser o de converter as AC num problema relevante e significativo.

O Projeto Resclima (www.resclima.info) e a REAJA nasceram como uma contribuição para esta tarefa. No IV Seminário Internacional Resclima e no 2º Encontro da REAJA iremo-nos focar sobre o papel dos sistemas educativos, dando especial atenção à inclusão das AC no curriculum e na prática educativa do ensino secundário. Neste nível, os e as adolescentes têm a primeira oportunidade de se relacionarem formalmente com as ciências do clima, com a maturidade necessária para apreender na sua complexidade os desafios das AC e as mudanças necessárias para transitar rumo a um mundo sustentável e justo.

Entendemos que uma resposta às AC que seja eficaz e urgente a partir do sistema educativo requer aplicar um “curriculum de emergência climática” que converta esta ameaça numa componente central do quefazer pedagógico em todos os níveis educativos e, principalmente, no ensino secundário.

O evento celebra-se nos dias 26 e 27 de outubro de 2018, em Santiago de Compostela, articulando-se em volta dos seguintes eixos de reflexão:

- Representações sociais das alterações climáticas nos alunos e professores do ensino básico, secundário e universitário.

- A Educação para as alterações climáticas no sistema educativo universitário e não universitário.

- Comunicação das alterações climáticas e cidadania.

- A educação nas políticas das alterações climáticas.

- Educação para as alterações climáticas e justiça ambiental.

 

LOCAL DO EVENTO

Auditório de Galicia

Av. do Burgo das Nacións, s/n, 15704 Santiago de Compostela, A Coruña.